Google+ Badge

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

CORAÇÃO SANGRENTO





O coração-sangrento é uma planta perene, ramificada desde a base, com ramos eretos, de textura herbácea e altura de cerca de 50 cm. Apresenta rizoma carnoso e horizontal, de onde emite os ramos. Suas folhas são verdes, compostas e com longos pecíolos.
As delicadas flores são pêndulas, em formato de coração, hermafroditas, dispostas lado a lado em rácemos de 3 a 15 flores individuais. A floração ocorre na primavera e verão. A forma original apresenta pétalas externas róseas e as internas brancas. Atualmente estão disponíveis variedades de flores róseas, brancas ou avermelhadas e de folhagem alaranjada também.
É uma planta muito bonita e de flores surpreendentes. Adequada para o cultivo em maciços, renques junto a muros ou apenas isolada, em canteiros bem preparados. Também pode ser plantada em vasos e floreiras. Apesar de ser de meia-sombra, aprecia a luz direta do sol nas horas mais frescas do dia para não queimar as folhas. Rústica, exige pouca manutenção que se restringe à adubação orgânica mensal na primavera e verão.
Pode ser um pouco sensível no primeiro ano, mas se fortalece após o estabelecimento. Deve-se mantida longe do alcance de crianças pequenas e animais domésticos, por ser tóxica, podendo causar irritações na pele durante podas ou divisões.
Deve ser cultivada em meia-sombra, num solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o clima ameno, podendo ser cultivada em regiões de clima temperado, subtropical e tropical de altitude.

Em climas quentes apresenta folhas perenes e em clima temperado é caducifolia, perdendo a folhagem no inverno, mas rebrotando na primavera. Não tolera estiagem. Multiplica-se por sementes e por divisão da planta formando mudas com folhas e rizoma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário