Google+ Badge

quinta-feira, 13 de junho de 2013

“MASTER OF THE NETS GARDEN” – SUZHOU, CHINA


A China, um dos 10 maiores países do mundo e o maior país da Ásia Central, guarda boas e agradáveis surpresas para seus visitantes. E não é apenas a cultura muito diferente da nossa, a exótica culinária e a arquitetura que nos surpreendem.
O país também possui praças e parques muito bonitos, que merecem a nossa atenção. E um dos principais deles é o The Master of Nets Garden”, considerado um dos 10 jardins mais lindos do mundo.
Instalado na cidade de Suzhou, há aproximadamente 1000 quilômetros de Pequim, capital da China, o parque é um verdadeiro oásis para quem está na cidade. E não é a toa! Em Suzhou vivem mais de 6 milhões de pessoas. Calmo, tranquilo e deslumbrante, o The Master of Nets Garden” foi considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO.
O jardim “Master of the Nets Garden” foi construído durante a dinastia Song (960 -1270 dC) e abriga, entre outras atrações, a Piscina Nuvem Rosa. Além disso, durante a visita vale também conhecer a gruta, tão antiga quanto à dinastia Ming e um pinheiro que tem centenas de anos.
As áreas do jardim ao norte de Piscina Nuvem Rosa foram projetadas para acontecimentos clássicos e tranquilos, enquanto as áreas do sul foram destinadas ao uso social e familiar. A piscina realmente parece maior do que é pelo design utilizado, onde pequenos prédios foram posicionados diretamente na água, enquanto os maiores foram posicionados de forma a minimizar o seu aparecimento.
Diferentes estações do ano são representadas por pontos de vista diferentes de plantas e pedras na seção ocidental do jardim, que ocupa uma área de 5.400 metros quadrados. O jardim ainda possui espaços projetados para eventos festivos. Destaque para o bosque de bambu, para as cavernas, pontes de arcos e os lagos, sempre rodeados por construções que trazem a riqueza da arquitetura típica local.
O arranjo dos pavilhões, salas de música, bosques de bambu, nos revela uma harmonia natural. A seção central é um pequeno mundo dentro de si mesmo, com pilhas de pedras amarelas formando “montanhas”,  cavernas, pontes em arco e lagos.










Nenhum comentário:

Postar um comentário