Google+ Badge

terça-feira, 31 de março de 2015

Plantas contra a Dengue
























Crotalária
A planta demora de 90 a 120 dias para crescer, produz flores amarelas, um chamativo para a libélula, que assim como o Aedes aegypti procura água limpa e parada para por seus ovos, que ao virarem larvas se alimentam de outras larvas, inclusive as do mosquito transmissor da dengue. Já a libélula adulta se alimenta de pequenos insetos, tendo o Aedes aegypti em seu cardápio.
Citronela
A citronela é parecida com a erva cidreira, mas não pode ser ingerida. A grande vantagem é repelir qualquer tipo de mosca em 50m².   A citronela é bastante conhecida pelos seus efeitos repelentes, principalmente contra mosquitos e borrachudos. Ela forma uma touceira densa, suas folhas são longas, com bordas cortantes e de coloração verde clara, idêntica ao capim-limão. Difere deste apenas pelo aroma, que é suave, com perfume de limão, ao contrário da citronela que é bastante forte. Ela contém grandes quantidades de óleo essencial Citronela, responsável por suas utilizações repelentes.
Pode ser plantada em vasos e jardineiras, assim como em canteiros adubados ou como bordadura em áreas grandes. O local de plantio da citronela deve ser favorável ao vento, para espalhar o odor que espanta o mosquito, sendo, ideal que seja plantado cada muda a um metro e meio de distância da outra em terreno com bastante sol. Ela apresenta efeitos alelopáticos positivos quando plantada em conjunto com outras plantas, repelindo pragas entre eles o mosquito da DENGUE. A planta apresenta mais de oitenta componentes que afugentam moscas e mosquitos. A essência da citronela é utilizada em perfumes, velas, incensos, repelentes, aroma terapia, desinfetantes e armazenagem de alimentos. O uso do óleo essencial diretamente sobre a pele pode provocar irritações.
Deve ser cultivada a pleno sol, em solo fértil, bem drenável e enriquecido com matéria orgânica para uma boa produção. Seu crescimento é bastante rápido, o que pode requerer um desbaste periódico. Utilizar sempre luvas ao trabalhar com a citronela, pois as bordas das folhas produzem cortes superficiais na pele. Tipicamente tropical, não tolera frio intenso ou geadas. Multiplica-se facilmente pela divisão das touceiras.
ATENÇÃO: Não confundir com capim cidreira, a citronela tem as folhas maiores e o cheiro mais intenso, lembra eucalipto citriodora. Não deve ser ingerida em forma de chá ou qualquer outro meio.
DICA: Pode ser feito uma calda para limpar o chão, parapeitos de janelas, balcões. É SÓ PARA DESINFETANTE, A PESSOA NÃO DEVE INGERIR. Para fazer o desinfetante, picar as folhas e guardar em vidro escuro com álcool, durante 21 dias. Duas vezes ao dia, mexa o produto, chacoalhando levemente. Depois, diluir três colheres (sopa) em 1 litro de água e passar no chão. Todas as folhas que vão secando nas moitas corte com uma tesoura, faça picado e coloque no álcool, não jogue fora.
Deixar uma vasilha de ½ litro com duas gotas de essência de citronela no canto do quarto, o cheiro permanece à noite e o mosquito não se aproxima.  Se todo mundo usar citronela dentro de casa, o hóspede indesejado (aedes – mosquito da dengue) não terá lugar para ficar (o mosquito odeia o cheiro que para nós é agradável).Um repelente seguro para a saúde humana e animal.
Porém, apesar de podermos contar com a ajuda de plantas vale lembrar que os métodos a seguir são indispensáveis para evitar a propagação do mosquito:
·         Virar garrafas vazias com a tampa para baixo;
·         Não deixar entulho no quintal ou nas ruas;
·         Cobrir a caixa d'água e piscinas;
·         Guardar baldes virados para baixo;
·         Varrer a água parada, inclusive a das lajes;
·         Colocar terra ou areia nos pratos de vasos de planta;
·         Retirar as folhas e sujeira de calhas que dificultam o escoamento da água;
·         Lavar todas as semanas baldes e tanques que armazenam água;
·         Se tiver plantas aquáticas, lave com água e sabão a parte de dentro do vaso, todas as semanas;
·         Manter a lata de lixo devidamente tampada;
·         Guardar pneus em locais cobertos, longe da chuva. Faça furos na parte de baixo ou entregue no serviço de limpeza;
·         Jogar no lixo cascas de coco, latas de refrigerantes, copo plástico, garrafas, embalagens, etc;
·         Manter poços de água devidamente tampados;
·         Ralos com pouco uso: colocar um plástico para vedá-lo e jogar água sanitária 2 vezes por semana;
·         Diminuir a quantidade de bebedouros de cães, gatos e passarinhos. Escová-los quando trocar a água;
·         Lavar as bromélias ou plantas que acumulam água 2 vezes por semana;
·         Cascatas e lagos: tratar com cloro e manter as bordas devidamente limpas e escovadas;
·         Muros com cacos de vidro: colocar massa ou areia para evita que a água da chuva se acumule;
·         Verificar se há água acumulada nas bandejas dos aparelhos de ar-condicionado.
·         Utilizar repelente de insetos diariamente;
·         Colocar telas de proteção nas janelas;

·         Usar mosquiteiros na cama para dormir;


Nenhum comentário:

Postar um comentário