Google+ Badge

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

ABACAXI


Ananás ou abacaxi é uma planta monocotiledônea (planta floríferas que possui apenas um cotilédone. As folhas apresentam veias paralelas. As partes da flor crescem em geral em múltiplos de três. Cerca de 40 mil espécies de plantas são monocotiledôneas), da família das bromeliáceas, subfamília das Bromelioideae. Os abacaxizeiros pertencem à espécie Ananas comosus, que compreende muitas variedades frutíferas. Há também várias espécies selvagens, pertencentes ao mesmo gênero e grupo.
CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA: reino: Plantae, divisão: Magnoliophyta, classe: Liliopsida, subclasse: Commelinidae, ordem: Poales, família: Bromeliaceae, subfamília: Bromelioideae, gênero: Ananas.
O Abacaxi é rico em vitamina C, betacaroteno, vitaminas do complexo B e minerais, tais como: cálcio, manganês, potássio, ferro e fibras que são importantes para uma vida saudável. Além disso, contém uma poderosa enzima, chamada bromelina. Segundo pesquisas, esta enzima pode ajudar na redução de inflamações de muitas causas e também contribui para uma boa digestão.
É uma fruta essencial para as pessoas do grupo sanguíneo A. Sendo rico em fibras solúveis é ótimo para controlar os níveis de colesterol no sangue. Acelera a cicatrização dos tecidos, é recomendado para tratamento de pedra nos rins, hipertensão arterial, anemias e para quem quer perder peso. Contém celulose, uma substância que é indispensável para o funcionamento intestinal. Além de ótimo purificador do sangue, é diurético e ajuda a digestão.
O abacaxi é um alimento energético e um copo de suco de 250 ml contém em média 150 calorias, o que pode manter a pessoa forte durante o dia inteiro sem sentir muito sono. É ideal para quem trabalha muito tempo em uma posição só. É ótimo no tratamento das feridas, inflamações e infecções.
Trata-se de uma fruta típica de países tropicais e subtropicais que, portanto, não se adapta em regiões de clima frio. O abacaxizeiro costuma florescer na época do inverno e costuma ser plantado em solos ricos em nutrientes.
Um abacaxi maduro pesa de 2 a 3 quilos. A parte comestível é a polpa, suculenta e com grande quantidade de
água e fibras, mas muitas pessoas utilizam a casca do abacaxi para fazer doces. O suco extraído do abacaxi é ótimo para produção de sorvete, creme, geleias, bolos, doces e outros alimentos. Do suco do abacaxi é retirado ácido cítrico, ácido ascórbico (vitamina C), ácido málico e bromelina. O suco natural possui aproximadamente 12% de açúcar (frutose).
O abacaxi não amadurece após a colheita, sendo portando necessária sua colheita após seu completo desenvolvimento fisiológico. Os frutos devem ser colhidos em estados de maturação diferentes, de acordo com o seu destino e a distância do mercado consumidor:
a     Indústria – deve ser colhido maduro (casca mais amarela que verde);
  Mercado "in natura" e mercados distantes – Devem ser colhidos "de vez", quando surgem os primeiros sinais de amarelecimento da casca;
c     Mercado "in natura" e mercados locais – Frutos com até a metade da casca amarela.
A colheita pode ser feita com o auxílio de um facão, com o colhedor utilizando luva grossa para proteger as mãos. Não se deve colher frutos verdes. O operário segura o fruto pela coroa e corta o pedúnculo 3 a 5 centímetros abaixo da base do fruto. Em geral, os frutos colhidos são acondicionados, no campo, em caminhões e transportados diretamente para a comercialização.
O termo abacaxi é oriundo do tupi ibacati, documentado já no início do séc. XIX. O termo ananás (em português e espanhol) é do guarani naná. É um fruto-símbolo de regiões tropicais e subtropicais, de grande aceitação em todo o mundo, quer ao natural, quer industrializado.
O abacaxizeiro é uma planta semiperene, que alcança um metro de altura. Com a ramificação lateral do talo, aparecem outros frutos, de modo que a fase produtiva pode prolongar-se por vários anos. Quando adulto, é constituído de raízes, talo, folhas, frutos e mudas. O talo apresenta o formato de uma clava, relativamente curta e grossa. As folhas tem forma de calha, com espinhos e estão inseridas no talo, formando uma densa espiral dextrogira e levogira.

A casca do abacaxi é formada pela reunião das brácteas e sépalas das flores. Logo abaixo da casca, inseridos na periferia de depressões em forma de taça, podem ser encontrados restos de pétalas e de estames.

Nenhum comentário:

Postar um comentário