Google+ Badge

terça-feira, 2 de julho de 2013

Viena, a capital da música clássica e do amor









Cheia de surpresas a cada esquina, terra de Mozart e de Strauss, a principal cidade
austríaca vem conquistando cada vez mais os casais apaixonados com o seu jeito peculiar.

O “Parque Prater” é uma vasta zona verde situada à saída do centro de Viena. Atualmente é um dos principais parques da cidade, mas até 1766 era uma reserva de caça real. Centenas de pessoas utilizam a longa avenida para fazer caminhadas e exercícios. Destaca-se a famosa “Roda do Prater”.


O Wiener Prater possui uma das avenidas mais impressionantes do mundo, a Hauptallee, que é fechada ao trânsito e forrada com castanheiras. Entre as outras atrações notáveis do parque estão uma ferrovia estreita, a Liliputbahn, e uma micronação conhecida como a República de Kugelmugel (o artista que desenhou sua forma esférica a declarou um país soberano).
O Prater foi aberto ao mundo em abril de 1766, quando o imperador Josef II declarou-o livre para uso público e permitiu que casas de café fossem construídas, embora ainda tenha sido usado para a caça até 1920.


Viena costuma surpreender aos turistas desavisados, pois muitos não fazem ideia da beleza que vão encontrar na cidade. Avenidas largas e arborizadas, imponentes prédios históricos, palácios, museus e calçadas repletas de elegantes cafés e restaurantes frequentados por pessoas bem vestidas. Mas a surpresa some quando lembramos que ela foi, como capital da dinastia Habsburg, a cidade mais influente da Europa. Seu domínio se estendeu por metade do continente, e ainda hoje Viena exibe orgulhosa todos os símbolos daquela época elegante.


Ninguém pode dizer que esteve de verdade em Viena se não deu uma volta nos vagões vermelhos da Riesenrad. Assim como a Torre Eiffel é o símbolo mais conhecido de Paris, a roda gigante do parque Prater é o símbolo mais conhecido de Viena. Ela foi construída em 1897 para a feira mundial que aconteceu naquele ano, e foi definitivamente incorporada ao espírito da cidade. Com altura equivalente a um prédio de 21 andares a roda é o ponto central deste imenso parque situado às margens do rio Danúbio e não há ponto melhor para ver Viena de cima. 




Na base da roda gigante existe uma exposição de dioramas, mostrando a evolução do Prater e da Riesenrad em diversas épocas de Viena. Além da Riesenrad, o Prater tem diversos outros brinquedos, a maior parte no estilo vertiginoso. 


O nome do Prater, deriva da palavra latina que significa prado. A Ilha do Danúbio possui uma área de 21 km de comprimento e 250 metros de largura. É o lugar favorito dos amantes do sol, esportistas, corredores e patinadores! Com uma praia chamada de “Copa Kagrana” versão vienense de Copacabana!
O Parque Prater é um local de entretenimento e excitação, porém, poderá ser também um local calmo e relaxante. No século XIX, instalou-se na extremidade ocidental do Prater uma feira popular, com barracas, espetáculos e cafés ao ar livre para os trabalhadores vienenses.
A Feira de Volksprater é outra das muitas atrações, que oferece diversões que vão desde o carrinho de choque até ao comboio fantasma. Tem ainda os Hipódromos, de Krieau e de Freudenau, onde se realizam corridas de trote e cavalos.
Anexo à área de divertimentos, encontramos a avenida Hauptalle, ladeada de castanheiros que percorre 5 Km do centro do Prater e onde se podem fazer agradáveis passeios correr, andar de bicicleta ou a cavalo ou simplesmente explorar o oásis verde composto por uma extensa floresta, prados e árvores de grande porte.



Nenhum comentário:

Postar um comentário