Google+ Badge

terça-feira, 15 de outubro de 2013

ABACATE


O abacate é o pseudofruto comestível do abacateiro (persea americana), uma árvore da família da lauráceas. O nome  do fruto é ahuacatl (que significa testículo, em referência a sua forma), que originou, em espanhol a palavra aguacate.
Nativo da América Central, provavelmente do México e da Guatemala, o abacate já era consumido pelos índios Maias e Astecas, como mostram registros arqueológicos datados de 10.000 anos. Hoje o abacate é extensamente cultivado em regiões tropicais, inclusive chegando à região da Amazônia, nas Ilhas Canárias e na Ilha da Madeira.
Os conquistadores espanhóis das Américas introduziram o abacate na Europa em 1519 e, em seguida, em suas colônias no Caribe. A partir daí, o abacate se espalhou por todas as regiões tropicais e subtropicais com solos férteis para a sua cultura. Na Europa, o abacate permaneceu, até o início do século 20, um alimento reservado à aristocracia e à alta burguesia.
Credita-se a D. João VI o primeiro plantio do abacateiro no Brasil, na área onde fica o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Porém, o abacate só começou a ser cultivado comercialmente no país no início do século 19. Atualmente, o Brasil é um dos maiores produtores mundiais, grupo que inclui o México, a República Dominicana, a Colômbia e os estados da Califórnia e da Flórida, nos Estados Unidos.

O abacateiro que pode atingir até 20 metros de altura. Suas folhas são utilizadas no preparo de chás, bons para a digestão, para combater infecção de garganta e tosse. 

O abacate pode ser consumido sob a forma de salada, sopa e conserva. A parte comestível é a polpa verde-amarelada, de consistência mole, rica em proteínas, gordura, fósforo, açúcares e vitaminas. Como sua gordura é facilmente digerida pelo organismo, pode estar presente na dieta das pessoas que apresentam problemas digestivos. 

O fruto possui forma arredondada e pesa entre 500 a 1500 gr. A coloração da casca varia do verde ao vermelho-escuro. As duas principais espécies de abacate são Strong, cor verde e a Hass, cor roxa.


O abacateiro cresce mais facilmente em solos leves, profundos, drenados e ligeiramente ácidos. As melhores condições climáticas são encontradas em regiões com chuvas em torno de 1.200 mm anuais.
Tem mais de 30% de gorduras (extraída da semente), é rico em açúcares e vitaminas e possui um dos mais elevados teores de proteínas e vitamina A. Possui quantidades úteis de ferro, magnésio e vitaminas E, B6 e C. É consumido isoladamente ou em saladas temperadas com molhos, como no guacamole, prato típico da culinária mexicana, ou como sobremesa, batido com leite e açúcar ou com açúcar e limão.
A colheita acontece de janeiro a dezembro, sendo os melhores meses abril e maio. É realizada normalmente utilizando escadas e tesouras apropriadas, ou “apanhadores de saco” que são utilizados para colher os frutos nas partes mais altas da árvore. Os frutos não devem ser colhidos sem pedúnculo, que devem ser aparados, deixando de 06 a 10 mm de seu comprimento para facilitar o acondicionamento na embalagem.
É uma fruta bastante calórica, uma fatia de 100g de abacate tem aproximadamente 160 calorias, equivalentes a um pão francês. Mas poucas pessoas sabem que o consumo dessa fruta traz diversos benefícios à saúde. Engana-se quem pensa que essa gordura faz mal. Ele é uma das principais fontes de gordura monoinsaturada, que ajuda na redução do colesterol e triglicérides, auxiliando na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.
Além disso, é fonte de poderosos antioxidantes que atuam como protetores das células. E minerais como: ferro, potássio, magnésio e cálcio. Outro benefício do seu consumo é que ele pode auxiliar no processo de emagrecimento. Devido ao seu teor de fibras, promove maior saciedade e ajuda no funcionamento do intestino.
Mas alguns cuidados são necessários, principalmente em relação à quantidade. Você não precisa comer o abacate inteiro de uma só vez, coma somente uma fatia pequena e guarde o restante na geladeira. Para retardar a oxidação, guarde-o ainda com o caroço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário