Google+ Badge

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

COCO


Do coco, nome científico do cocos nucífera, da família: palmáceas, tudo se aproveita. A camada externa serve para fabricar capachos, brochas, escovas e tecidos grossos para sacos. Da casca dura da noz, fazem-se objetos caseiros.
As partes comestíveis do fruto são a polpa branca e a água, que podem ser consumidas quando o fruto ainda está verde ou depois de maduro. O valor nutritivo do coco varia de acordo com o seu estado de maturação. À medida que a polpa amadurece, aumenta seu teor de gorduras. Também contém sais minerais, como potássio, fósforo, sódio e cloro. Possui proteínas importantes para o funcionamento do organismo e fibras, que estimulam a atividade intestinal.

A água-de-coco funciona como um excelente diurético. É só beber um copo por dia. Os resultados são surpreendentes: baixa a pressão arterial, elimina o inchaço dos pés e diminui o colesterol.
A polpa do coco é rica em fibras, auxiliando no bom funcionamento intestinal. Seu conteúdo em Potássio, tanto na água como na polpa, auxilia no bom funcionamento do coração, mantém a pressão arterial em bons valores, protege a função neuromuscular.
O valor nutritivo do coco varia com seu estado de maturação, apresentando bom teor dos sais minerais Potássio, Sódio, Fósforo e Cloro. Sua polpa é rica em fibras e bastante calórica. Cem gramas de coco fornecem 266 calorias. Cem gramas de água de coco fornecem 22 calorias.
Quando fechado, o coco fresco conserva-se por 2 meses, depois de aberto, deve ser usado no mesmo dia ou guardado em recipiente tampado, com água, até 2 dias ou em saco plástico fechado. O seco, com ou sem água, permanece por muito tempo sem se alterar. A gordura de coco pode ser guardada dentro ou fora da geladeira.
Da polpa se obtém um refresco usado em doces, sorvetes, preparações a base de peixe e frutos do mar (leite-de-coco). O coco realça o sabor dos alimentos, sendo excelente no preparo de bebidas, pratos doces e salgados, substituindo com vantagem nozes e amêndoas nos diferentes tipos de receitas.
A quantidade de água varia de acordo com a maturação de cada fruta, pois na medida em que o fruto amadurece a água vai diminuindo. Possui aproximadamente 46% de água; 5,41% de substância albuminóide, ou seja, substância combinada de carbono, oxigênio, hidrogênio, azoto e enxofre; 8,06% de substância azotada, ou seja, substância gasosa quimicamente inativa; 35,9% de óleos; 2,9% de celulose e 0,97% de cinzas. O endocarpo ou a parte lenhosa que protege a semente abriga os chamados poros de germinação. São três círculos visivelmente percebidos por onde a raiz se manifesta germinando o embrião. 
Apesar de existirem inúmeras espécies de coco, a mais conhecida é o coco-da-baía. Ele é rico em proteínas, gorduras, calorias, vitaminas A, B1, B2, B5 e C, potássio, sódio, fósforo, cloro e fibras.
O coco hidrata a pele, combate a verminose, repõe energia, depura o sangue, diminui febre e auxilia no tratamento de úlcera estomacal. Tais propriedades são encontradas no coco ainda verde, porém quando o coco já está maduro deve-se evitar a ingestão por pessoas com pressão alta e alto colesterol.
O coco provém de uma palmeira que não tem espinhos e pode chegar até a 20 metros de altura. O fruto tem forma oval, com aproximadamente 15 cm de diâmetro. É proveniente da Índia, Malásia ou Ceilão. No Brasil, seus maiores cultivadores são: Bahia, Amazonas, Pernambuco, Maranhão e Piauí. O coqueiro gosta de clima quente e úmido.
O fruto esbanja sabor e qualidade nutritiva e é importante na culinária dos países tropicais, além de ter presença marcante na culinária de norte a sul do Brasil. O leite-de-coco é extraído com a polpa fresca e prensada e, pode ser utilizado tanto na culinária doméstica, quanto na comercial. O óleo de coco é obtido do leite-de-coco esquentado, visto que o calor o separa para ser retirado e coado. Esse óleo já é utilizado na cozinha doméstica, mas ainda apresenta elevado custo. O óleo de coco não contém gordura transgênica e não perde seu valor nutricional quando submetido a altas temperaturas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário